Minas Gerais

Prefeituras pressionam Copasa e ameaçam anular contratos

Diante da insatisfação da população com os serviços prestados, prefeituras de diferentes regiões de Minas Gerais têm se mobilizado para pressionar a Copasa e ameaçam romper os contratos com a estatal.

A movimentação ocorre em um momento em que a Copasa se prepara para um aumento de concorrência nos próximos anos. Com a aprovação do novo Marco Legal do Saneamento, as prefeituras terão que realizar licitações para escolher qual empresa – incluindo as da iniciativa privada – será responsável pelos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto à medida em que os contratos atuais com a estatal mineira se encerrarem.

A Copasa e sua subsidiária, a Copanor, atuam em 639 municípios. Outras 208 cidades possuem empresas municipais de saneamento. E, em seis prefeituras, o serviço é prestado por empresas privadas.

Fonte: O Tempo

Thalita Mendes

Jornalista - TV Minas Brasil (Paracatu) Acadêmica de Jornalismo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo