Minas Gerais

Aglomeração no domingo acende alerta para o feriado de Corpus Christi

Os feriados são bem-vindos, os dias de descanso, justos e necessários, mas nem por isso está na hora de aglomerar, encher as ruas, dar munição à COVID-19. Nada de baixar a guarda, alertam com severidade os especialistas, pois os indicadores crescem nos feriados com a queda do isolamento social.

A chegada de Corpus Christi, quinta-feira, com prolongamento de recesso em muitos locais de trabalho até domingo, já preocupa autoridades municipais e epidemiologistas para que não se repita o cenário de ontem, quando houve multidão na Feira de Artes, Artesanato e Produtores da Avenida Afonso Pena (Feira Hippie) e na orla da Lagoa da Pampulha.

O alerta vem do presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estêvão Urbano, para a população tomar cuidado num cenário em que circulam novas variantes do vírus (incluindo as do Amazonas e, agora, a da Índia), que podem levar a um colapso no sistema de Saúde, provocar mais muitas mortes e aumentar o número de transmissão e internações.

“Este feriado poderá ser decisivo e extremamente impactante na evolução da pandemia. Precisamos ficar atentos a esses períodos, cuidando para não aglomerar. Não podemos baixar a guarda em momento algum”, recomenda Urbano.

Na abordagem das responsabilidades individuais, o apelo é não piorar o quadro de dificuldades. “Um feriado mal administrado pela população aumenta a gravidade, principalmente com as novas cepas do vírus que podem levar ao caos no país inteiro”, avisa o infectologista. Assim, ficar em casa, usar máscara, manter o distanciamento social e higienizar as mãos com álcool em gel seguem como protocolos indispensáveis no feriadão.

Fonte: Estado de Minas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo