Brasil

Atendimento médico em casa cresce 15% em 2020 e poupa 21 mil leitos

Mesmo depois da alta hospitalar, muitos pacientes que tiveram Covid-19 precisam continuar o tratamento médico e, com hospitais lotados, a alternativa tem sido o atendimento em casa. Mais cômodo e confortável para o paciente, esse tipo de tratamento cresceu 15% no ano passado e a expectativa é de que cresça ainda mais esse ano.

O “Home Care”, termo em inglês utilizado para definir tratamento domiciliar, tem sido fundamental no desafogo ao sistema de saúde do país. De acordo com um censo elaborado pelo Núcleo Nacional de Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (Nead), em 2019 mais de 290 mil pessoas passaram por algum tipo de recuperação médica em casa, no Brasil.

Sem esse atendimento, seria preciso abrir quase 21 mil leitos a mais no pais. O número chega próximo a 5% do total de leitos já existentes e em funcionamento e seria equivalente a todos os leitos públicos e privados do estado de Pernambuco, por exemplo.

Fonte: CNN Brasil

Thalita Mendes

Jornalista - TV Minas Brasil (Paracatu) Acadêmica de Jornalismo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo