Brasil

Sobe número de não idosos em UTIs, e isso piora colapso

Em menos de uma semana, a febre intermitente que incomodava o jovem motorista de aplicativo Lucas Marley da Silva Lacerda, de 23 anos, o levou à beira da morte, precisando de sedação e intubação na unidade de terapia intensiva para COVID-19 de um hospital particular em Belo Horizonte. “Ele foi só piorando: estava no oxigênio, foi para o respirador e precisaram intubar”, conta a mãe, Elis Regina Lacerda, de 44.

No caso dele e de milhares de outros pacientes, o vigor da juventude que muitos achavam ser vantagem contra a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) já não é barreira para novas variantes do vírus.

Não parece ser coincidência que nas UTIs mineiras o volume de pacientes com menos de 60 anos em estado mais crítico da doença tenha saltado 123% em 2021, sendo decisivo para o colapso de leitos hospitalares. No mesmo período, os casos positivos no estado subiram 146% e as mortes, 78%.

Fonte: Estado de Minas

Thalita Mendes

Jornalista - TV Minas Brasil (Paracatu) Acadêmica de Jornalismo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo