COVID 19

BH começa nova fase da vacinação; veja como ‘andou a fila’

Belo Horizonte iniciou, nesta segunda-feira (1º/2), uma nova etapa da campanha de vacinação contra a COVID-19, com a chegada de 57,6 mil unidades de imunizantes.

Entregue pelo governo do estado, a remessa contempla 16,8 mil doses da Coronavac, desesnvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, além de 40,8 mil ampolas do produto criado pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford. 

Segundo a prefeitura, nesta fase serão contemplados:

  • 100% dos trabalhadores lotados nos 152 Centros de Saúde do município
  • Moradores e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) que atuam em todas as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs)
  • 100% dos trabalhadores lotados nos 16 Centros de Referência em Saúde Mental (Adulto, Álcool e outras drogas e infantil) 
  • Moradores e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) dos Serviços de Residência Terapêutica (SRT)
  • Moradores acima de 18 anos e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) das Residências Inclusivas (para pessoas com deficiência institucionalizadas)

A PBH informou que as 40,8 mil unidades da AstraZeneca/Oxford serão distribuídas na proporção de uma dose para cada pessoa.

A segunda aplicação, que pode ser feita em até 90 dias após a primeira, será feita quando o município receber novo carregamento da substância, ainda sem data para chegar. 

Já as vacinas Coronavac serão aplicadas em aproximadamente 8 mil pessoas que, em até 21 dias, tomarão receberão a segunda dose do imunizante.

Acima de 75 anos

Belo Horizonte não tem data para início da imunização de idosos acima de 75 anos fora dos asilos. Eles foram retirados da primeira fase da campanha pelo Ministério da Saúde, que deixou o encaixe do grupo a cargo de estados e municípios. 
Outras capitais brasileiras largaram na frente e já começaram a vacinar a terceira idade não institucionalizada.

No Rio de Janeiro, idosos com mais de 99 anos recebem nesta segunda-feira (1°/2) as primeiras doses. A prefeitura carioca estima proteger todas as pessoas com mais de 80 até o fim de fevereiro.

No Recife (PE), maiores de 85 anos já são vacinados desde quarta-feira (27/1). 
Em Minas, onde a população com mais de 60 anos é de 3,45 milhões, apenas 10.894 idosos – todos residentes em casas de repouso – foram protegidos até o momento, segundo o vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

Fonte: Estado de Minas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo