COVID 19

Após críticas, Saúde amplia grupo prioritário e tira nomes de técnicos do plano

A última versão do Plano Nacional de Imunização, entregue nesta quarta-feira (16), traz novas populações nos grupos prioritários como, por exemplo, presos, quilombolas e ribeirinhos.

O Ministério da Saúde foi criticado por especialistas por excluir essas pessoas, que constam em outros planos de imunização brasileiros e têm mais riscos quando expostas ao vírus.

Os técnicos, que foram convidados pela pasta para ajudar na elaboração do plano, foram os primeiros a reclamar da falta desses grupos. Os nomes deles apareceram no Plano, entregue ao Supremo Tribunal Federal no final de semana, mas eles dizem que não foram ouvidos e nem tiveram acesso ao documento

Nessa nova versão do Plano, a pasta corrigiu o erro e adicionou novamente essas populações de risco. Quem sumiu, desta vez, foram os técnicos, que pediram para terem os nomes retirados já que não participaram da elaboração.

Fonte: CNN Brasil.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo