COVID 19

Regiões na onda vermelha chegam a seis em Minas

Mais duas macrorregiões de Minas Gerais – Sudeste e Vale do Aço – voltaram para a onda vermelha do plano Minas Consciente. Com a decisão tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 nesta quarta-feira (9), chega a seis o número de macrorregiões do estado que se encontram na fase mais restritiva do programa.

Na onda vermelha, está autorizado apenas o funcionamento de serviços essenciais, como farmácias, padarias e supermercados.

De acordo com o governo, a alta de 39% na taxa de incidência do coronavírus no estado, nos últimos sete dias, foi um dos principais motivos para o retrocesso.

Além do Sudeste e do Vale do Aço, estão na onda vermelha as macrorregiões Leste, Leste do Sul, Jequitinhonha e Nordeste.

A macrorregião Noroeste também regrediu de onda, passando para a amarela e juntando-se ao Centro, Centro-Sul, Oeste e Sul. Nessa fase, podem funcionar serviços não essenciais como bares, lojas de vestuário, eletrodoméstico e móveis, clubes e academias, com algumas restrições.

A única região que avançou foi a Norte, atingindo a onda verde. Nessa fase, já estavam o Triângulo do Norte e Triângulo do Sul. Essa é a etapa mais flexível do plano e permite a abertura de serviços não essenciais, com alto risco de contágio.

Fonte: G1.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo