Minas Brasil

Paracatu ganha seu Google Earth

A Prefeitura de Paracatu está implantando um sistema de mapeamento cartográfico da cidade que terá múltiplas funções, facilitando em muito a organização do município em vários setores. Por meio dele, será possível relacionar o banco de dados municipal com todo o mapa cartográfico da cidade, e assim ter dados precisos para o planejamento de todas as secretarias.

O secretário municipal da Fazenda, Flávio Cortes Ramos, destaca a importância deste Cadastro Técnico Multifinalitário para o município. Segundo ele, “quando se tem todas as imagens espaciais da cidade, é possível entender melhor a sua expansão, enxergar os caminhos do crescimento, e a partir daí, direcionar essa expansão de forma mais ordenada e planejada. É uma ferramenta muito valiosa”, diz.

Dentre os diversos possibilidades de uso do cadastro, podemos destacar a regularização de imóveis; ordenamento urbano (residências sem numeração); avaliação de informações para decidir sobre a eventual instalação de uma nova escola ou posto de saúde em determinado bairro; a possível incidência da transmissão de doenças, como a Covid-19 e a Dengue, em determinada região da cidade e o inventário das árvores da cidade, com toda sua variedade, entre muitos outros.

Outro benefício da ferramenta é o planejamento municipal bem elaborado, a partir de critérios precisos, como ressalta a secretária de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Hélia Rosa. “Esse sistema fornece dados detalhados, e a partir dele o gestor terá informações suficientes para planejar a cidade e tomar decisões com bases mais seguras”, afirma.

O secretário Flavio Ramos explica que, nesse primeiro momento, estão sendo disponibilizadas imagens geradas por câmeras 360º, o que permite que se faça um passeio virtual pela cidade, denominado de “Paracatour Virtual”.

Fonte: Prefeitura Municipal de Paracatu.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo