Brasil

Butantan cobra Anvisa e diz que cronograma da vacina está sendo atrasado

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, voltou a cobrar hoje a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pela aprovação da importação de matéria-prima para que a instituição inicie a produção local da CoronaVac, a vacina contra a covid-19 desenvolvida e testada pelo Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Segundo Covas, a demora vem atrasando o cronograma de fabricação do imunizante.

“Nossa previsão era para iniciar a [produção da] vacina do Butantan na segunda quinzena de outubro. Foi solicitado para a Anvisa em 23 de setembro a autorização para importação da matéria-prima da China. Ainda não saiu. Esse atraso pode ter efeito na produção da vacina. Cada dia que aguardamos é um dia a menos de vacina”, disse o diretor em entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista em São Paulo.

Fonte: UOL.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo