Brasil

Após vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca, Bolsonaro usa live para tentar se explicar

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) usou a maior parte do tempo de seu pronunciamento semanal pelas redes sociais para se explicar nesta quinta-feira.

Depois de seu aliado, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), ser flagrado pela Polícia Federal com R$17,9 mil na parte de trás da cueca, Bolsonaro voltou a alegar que não existe corrupção em seu governo. Porém, reduziu ‘o governo’ aos ministros de estado e presidentes de estatais e de bancos públicos.

Ao citar a operação da PF sobre o senador Chico Rodrigues, Bolsonaro disse que ‘tivemos um problema agora em Roraima’.

A tônica da live desta quinta-feira foi a tentativa de fazer propaganda do combate à corrupção no governo Bolsonaro. Para isso, durante a transmissão, o presidente estava acompanhado do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça e de Wagner de Campos Rosário, ministro da Controladoria-Geral da União (CGU).

Durante o pronunciamento, Bolsonaro evitou citar o nome de Chico Rodrigues e tentou o tempo todo, se desvincular do parlamentar, vice-líder do governo no Senado.

“Alguns querem dizer que o caso em Roraima tem a ver com meu governo porque ele é meu vice-líder. Tenho 18 vice-líderes no Congresso; 15 na Câmara, que foram indicados pelos lideres partidários e três no Senado, que é de comum acordo. Esse senador desse caso em Roraima gozava do prestígio e carinho de quase todos. Nunca vi ninguém falar nada contra ele. Aconteceu esse caso? Lamento”, disse o presidente.

Fonte: Estado de Minas. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo