Esporte

Covid, baixas, jovens sem hora para chegar e 5 a 0: os desafios do Fla

A passagem do Flamengo pelo Equador abalou as estruturas do clube e um time em pedaços entra hoje (22) em campo para encarar o Barcelona, às 19h15, no Monumental, pela Copa Libertadores.

Não bastasse o terremoto causado pela goleada de 5 a 0 imposta pelo Independiente del Valle (EQU), resultado que colocou em xeque o trabalho de Domènec Torrent, a delegação foi varrida por um surto de Covid, drama que já tirou de combate Isla, Filipe Luís, Diego, Vitinho, Bruno Henrique, Michael e Matheuzinho. Com problemas na coxa, Gabigol é outra baixa.

O goleiro Diego Alves e o atacante Pedro Rocha sequer viajaram e já estavam fora de combate. Ao todo, o espanhol tem nada menos que 11 desfalques, o que representa um time inteiro. Em tempos de dificuldades no Fla, um desafio extra a ser superado. Torrent viajou com 25 jogadores, mas só tinha 17 à disposição para a última atividade antes do jogo desta terça-feira. Isso se contado o zagueiro Gustavo Henrique, expulso contra o Del Valle e outra baixa conformada para a decisão de hoje. O clima é de tensão e o Fla tenta juntar os cacos para sacudir a poeira contra o lanterninha do Grupo A.

Fonte: UOL.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo