COVID 19

Taxa de transmissão do coronavírus volta ao nível amarelo em Belo Horizonte

As taxas de ocupação de leitos de Unidades Intensivas de Tratamento (UTI) e de enfermarias seguem fora da área de risco e estão, respectivamente, em 45,9% e 36,8%. Há 39.379 casos confirmados na cidade e 1.168 mortes causadas pela Covid-19. 

De acordo com o médico infectologista Unaí Tupinambás, que compõe o comitê de enfrentamento à pandemia em BH, ainda é preciso ficar em alerta em relação à doença. “(É momento de) manter e reforçar as medidas de controle (ao coronavírus)”, disse. 

O especialista pontuou que o avanço na taxa de transmissibilidade tem potencial para frear a reabertura na capital. “Pode atrasar a volta às aulas nas escolas”, exemplificou.

O infectologista Estevão Urbano afirma que é momento de “redobrar a atenção” e diz que o retorno ao nível de alerta é “uma grande preocupação”.

“Estamos no sinal amarelo. Podemos ter um aumento importante no número de casos, e isso gera todo o problema que conhecemos: intenções, óbitos, e necessidade de novos fechamentos”, defende. 

Fonte: O Tempo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo