Esporte

Flamengo: em viagem dramática, clube tenta mandar novos atletas ao Equador

Nem o mais pessimista dos rubro-negros poderia imaginar o quão dramática seria a passagem do Flamengo pelo Equador, local das partidas contra o Independiente del Valle e Barcelona. No primeiro jogo, goleada por 5 a 0 e um furacão que varreu os bastidores do clube. Ameaçado, Domènec Torrent foi segurado no cargo, mas o debate sobre o futuro segue quente — o clima de divergência é tão grande que até um pedido de demissão do espanhol por parte de um grupo político apareceu.

Um dia depois de Marcos Braz tentar acalmar os ânimos, um baque ainda mais violento. Após testes realizados no Equador, o departamento médico do clube diagnosticou seis jogadores com covid-19. O clube teme que ainda mais pessoas tenham sido infectadas.

Desde que o diagnóstico saiu, os rubro-negros infectados foram isolados no hotel em que estão hospedados e estão acompanhados pelos médicos do clube. O clube informou que todos estão assintomáticos —apesar de Diego ter postado um vídeo em seu canal do YouTube dizendo sentir dores leves no corpo e na garganta. Além disso, uma operação de guerra está sendo montada para que novos atletas cheguem a Guayaquil a tempo do jogo de terça-feira, às 19h15, contra o Barcelona. A realização de exames Rio de Janeiro e a disponibilidade de voos são barreiras a serem superadas.

Fonte: UOL.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo