Econômia

Carne sobe mais de 30% em BH; preços variam até 170% entre estabelecimentos

A carne da refeição e o tradicional churrasco de fim de semana está cada vez mais salgada em termos financeiros. Pesquisa feita pelo Mercado Mineiro constatou um aumento superior de 30% no valor médio de determinados cortes e preços que chegam a uma variação de 170% na Grande Belo Horizonte. O levantamento foi feito em 38 estabelecimentos entre 15 e 19 de setembro.

A alta nos preços da carne vem sendo observada nos últimos três meses. O corte que teve o maior reajuste no valor médio foi a pazinha, que subiu de R$ 12,60 para R$ 16,84, representando um reajuste de 33% no período. O quilo do lombo inteiro vem em seguida, subindo de R$ 15,64 para R$ 20,52. Um salto de 31%. A bisteca, por sua vez, apresentou uma crescente de 29% no preço médio do quilo, passando de R$ 15,20 para R$ 19,61.

Em relação aos frangos, o maior índice de aumento foi constatado no quilo da asa resfriada, que subiu de R$ 14 para R$ 17,56, representando um salto de 25%. Em seguida vem o valor médio do quilo do frango congelado, que apresentou uma crescente de 17%, subindo de R$ 6,19 para R$ 7,25. Já o quilo do pescoço de peru subiu de R$ 15,60 para R$17,71. Um aumento de 13,52%. Já o corte que teve o menor registro de reajuste aferido pela pesquisa foi o frango resfriado, cujo valor médio do quilo subiu 8,46%, indo de R$ 7,42 para R$ 8,05.

Fonte: Estado de Minas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo