Brasil

Sucessor de Marcola na chefia da facção paulista tem cargo em consulado

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) anunciou nesta segunda-feira (14) que identificou 21 suspeitos de fazer parte da nova cúpula da facção criminosa Primeiro Comandando da Capital (PCC), que age dentro e fora dos presídios.

Entre os identificados está o novo chefe da facção, Marcos Roberto de Almeida, o Tuta, que foi alvo da Operação Sharks e segue foragido. A operação foi desencadeada nesta segunda pelos promotores do MP-SP, com participação do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Fonte: G1

Thalita Mendes

Jornalista - TV Minas Brasil (Paracatu) Acadêmica de Jornalismo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo