Minas Brasil

PREFEITURA ALERTA COMERCIANTES QUANTO AO RISCO DE NOVO FECHAMENTO DO COMÉRCIO

Região Noroeste regride para Onda Vermelha e Paracatu pode limitar abertura a serviços essenciais na próxima semana

A Prefeitura de Paracatu e representantes de distribuidoras de bebidas da cidade se reuniram nesta quinta-feira (3/09), com o objetivo de reforçar a conscientização contra aglomerações na porta dos estabelecimentos. Desde a reabertura do serviços não-essenciais, na sexta-feira passada (28/8), são crescentes os casos de aglomeração de clientes, com relatos de abusos, desrespeito à regra de distanciamento e do uso de máscara e até mesmo de ameaças a fiscais da Prefeitura.

A Região Noroeste, que progrediu para a Onda Amarela na quarta-feira passada (26/08), dentro do Plano Minas Consciente, regrediu esta semana para a Onda Vermelha, devido ao aumento de casos de Covid-19 nos municípios, e por isso a situação é de alerta.

“Paracatu segue com o comércio aberto porque a microrregião onde está inserida permanece na Onda Amarela, o que permite o funcionamento de serviços não-essenciais. Mas isso pode mudar na próxima semana, caso haja aumento no número de casos da doença. Se voltarmos para a Onda Vermelha, só irão funcionar os serviços essenciais”, salientou a presidente do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, Hélia Rosa.

Além da presidente do Comitê e de seis comerciantes do setor, também estiveram presentes a Controladora Geral, Tatiana André da Cunha; o secretário de Assuntos Jurídicos, Tiago Pereira; o capitão Romis, da Secretaria de Segurança, e dois representantes da Secretaria de Meio Ambiente.

Após a publicação do decreto municipal de adesão ao Minas Consciente, reabriram as portas em Paracatu dezenas de estabelecimentos: bares, restaurantes, cafeterias, pizzarias e similares, bem como academias, salões de beleza, barbearias, clinicas de estética e similares. Na ocasião, o prefeito Olavo Condé saudou a abertura do comércio, mas alertou sobre a importância da prevenção, evitando-se aglomerações, respeitando-se o distanciamento e o uso de máscaras.

FONTE: ASCOM

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo