Brasil

MPF APONTA MESADA PARA DIRECIONAR LICITAÇÕES NO GOVERNO WITZEL

Os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) descobriram o que seria um esquema de pagamento de “mesada” a funcionários da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro em troca de favorecimento em licitações. De acordo com eles, quem estava por trás do esquema era Pastor Everaldo (PSC), que foi preso na última sexta-feira (28).

O documento do MPF revela detalhes das interferências externas na pasta da saúde. Os investigadores apontam que os servidores envolvidos no esquema praticam atos concretos para favorecer os interessados, como a desclassificação de concorrentes que não fossem as empresas previamente selecionadas para os contratos e a manipulação do edital com exigências específicas desnecessárias para direcionar a escolha.

FONTE: G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo